quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

O secretário municipal de Cultura, Gustavo Rosado, afirmou que a Prefeitura de Mossoró pagou valores de atrações mais baratos que as de Caruaru na edição do ano passado do Mossoró Cidade Junina.

O secretário municipal de Cultura, Gustavo Rosado, afirmou que a Prefeitura de Mossoró pagou valores de atrações mais baratos que as de Caruaru na edição do ano passado do Mossoró Cidade Junina.

É o que ele afirma em nota enviada à redação do O Mossoroense. De acordo com o secretário, houve um equívoco na interpretação dos dados. No entendimento de Gustavo, os valores de Caruaru não incluem impostos e outras despesas. 

Ele apresentou uma planilha apenas com os cachês pagos pela Prefeitura de Mossoró e dos dados de Caruaru. "Houve um equívoco grave na interpretação da tabela de custos do Mossoró Cidade Junina por parte da editoria do jornal, comprometendo assim a análise dos dados. Observe-se que na planilha divulgada na edição anterior do dia 11 de fevereiro pelo próprio O Mossoroense, com os custos gerais da festa, a coluna que se refere ao preço total pago pelas atrações está relacionada com o título CACHÊ/DESPESAS", frisou.

Ele argumentou ainda que cada caso tem peculiaridades em termos de despesas na hora de contratar uma atração. "Entende-se então que o valor aplicado está relacionado com a soma do cachê mais todas as despesas agregadas. Essas despesas são variáveis, como: passagens aéreas, camarim, excesso de bagagem, hospedagem, locação de equipamentos específicos, traslados, entre outros custos. Para comprovar a veracidade da informação, colocamos à disposição todos os contratos em que as condições de cada apresentação estão expostas", argumentou.

Conforme a versão apresentada por Gustavo Rosado, apenas Luan Santana e Garota Safada cobraram mais caro para se apresentar em Mossoró. "Verifica-se que somente duas atrações foram contratadas por valor maior em Mossoró e mesmo assim com justificativas que explicam tal situação. No caso de Luan Santana, uma diferença plenamente justificada porque a apresentação em Caruaru foi numa matinê, onde é sabido que os valores dos cachês nesse horário são sempre menores. Na mesma situação, o cachê da Banda Garota Safada, que nesta data fez contrato para duas apresentações, uma em Caruaru (matinê) e a outra em Carpina-PE", justificou.

O secretário garante a lisura da contratação das bandas para o Mossoró Cidade Junina. "Fica claro então que os cachês pagos pelas atrações do Mossoró Cidade Junina foram todos abaixo dos valores pagos pela administração municipal de Caruaru, ficando assim comprovado a seriedade com que se promove esse evento e o zelo na celebração de contratos do Mossoró Cidade Junina", concluiu.
NOTA NA ÍNTEGRA
Ao jornalista Bruno Barreto
Editor de Política - O Mossoroense

Em atenção a matéria veiculada pelo Jornal O Mossoroense, edição de 12 de fevereiro de 2014, que fez referência aos valores dos contratos envolvendo as atrações musicais do Mossoró Cidade Junina 2013, faz-se necessário alguns esclarecimentos:

Houve um equívoco grave na interpretação da tabela de custos do Mossoró Cidade Junina por parte da editoria do jornal, comprometendo assim a análise dos dados. Observe-se que na planilha divulgada na edição anterior do dia 11 de fevereiro pelo próprio O Mossoroense, com os custos gerais da festa, a coluna que se refere ao preço total pago pelas atrações está relacionada com o títuloCACHÊ/DESPESAS.

Entende-se então que o valor aplicado está relacionado com a soma do cachê mais todas as despesas agregadas. Essas despesas são variáveis, como: passagens aéreas, camarim, excesso de bagagem, hospedagem, locação de equipamentos específicos, traslados, entre outros custos. Para comprovar a veracidade da informação, colocamos a disposição todos os contratos em que as condições de cada apresentação estão expostas.

Abaixo segue uma planilha detalhada, onde estão indicados os valores únicos dos cachês, permitindo assim um comparativo direto com a planilha que o Jornal O Mossoroense apresentou dos custos da festa junina de Caruaru. A partir da comparação real CACHÊ X CACHÊ constata-se que em Mossoró foi pago um valor inferior ao que foi registrado na cidade pernambucana.

Verifica-se que somente duas atrações foram contratadas por valor maior em Mossoró e mesmo assim com justificativas que explicam tal situação. No caso de Luan Santana, uma diferença plenamente justificada porque a apresentação em Caruaru foi numa matinê, onde é sabido que os valores dos cachês nesse horário são sempre menores. Na mesma situação, o cachê da Banda Garota Safada, que nesta data fez contrato para duas apresentações, uma em Caruaru (matinê) e a outra em Carpina-PE.

Fica claro então que os cachês pagos pelas atrações do Mossoró Cidade Junina foram todos abaixo dos valores pagos pela administração municipal de Caruaru, ficando assim comprovado a seriedade com que se promove esse evento e o zelo na celebração de contratos do Mossoró Cidade Junina.

Mossoró, 12 de fevereiro de 2014

Gustavo Rosado
Secretário Municipal de Cultura

Bruno Barreto
Editor de Política

*Informações do Jornal  O Mossoroense


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior