terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Comitê de Combate à Seca faz balanço das ações de 2013 e planejamento para 2014

Durante reunião de avaliação do Comitê de Combate à Seca realizada na tarde desta segunda-feira (10) foi feito um balanço das ações realizadas pelo Governo do Estado durante o ano de 2013 para o enfrentamento aos efeitos da estiagem mais longa dos últimos cem anos, além de um planejamento do que será realizado neste ano de 2014. Durante o encontro realizado no auditório da Governadoria, o coordenador de meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot, também ressaltou que a perspectiva é de um inverno mais satisfatório, se comparado ao ano anterior.

Presidindo a reunião, a Governadora Rosalba Ciarlini garantiu que todas as ações emergenciais e de longo prazo que vêm sendo desenvolvidas terão continuidade para que as gerações futuras não sofram com o mesmo problema. “Pelas chuvas que estão surgindo já pelo Alto Oeste, nós temos uma expectativa positiva para o inverno deste ano. No entanto, todas as ações estruturantes de recursos hídricos, como cisternas, barragens subterrâneas, adutoras, sistemas simplificados e barragens como Umarizeira e Oiticica, irão continuar como se estivéssemos em período de seca. É importante que tudo que foi feito até agora seja continuado e até intensificado para que o Rio Grande do Norte possa, a partir de agora, conviver bem com a estiagem”, disse Rosalba Ciarlini, acrescentando que como já estão licitadas, a distribuição de sementes deve ser iniciada em até 15 dias.

O secretário de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca, Tarcísio Bezerra, destaca algumas das ações importantes que estão sendo realizadas de forma emergencial para amenizar o sofrimento da população. “Em primeiro lugar, devemos destacar o apoio que foi dado aos produtores rurais e ao agricultor familiar na manutenção dos seus rebanhos, o que por conseqüência, ajudou a manter o Programa do Leite funcionando. Nós já distribuímos mais de 70 mil sacos de ração de torta apenas no primeiro convênio e estamos distribuindo mais 177 mil sacos até o final de março. Outra ação”, lembra o titular da Sape, “diz respeito ao abastecimento de água para a população. Atualmente nós temos cerca de 1 mil comunidades sendo abastecidas com carros-pipa e 21 cidades em colapso. Este programa, apesar de não ser a solução, é importante porque mantém, pelo menos, o mínimo necessário para o consumo próprio”, completa Tarcísio Bezerra, acrescentando que a Sape junto com a Emater estão elaborando um projeto definitivo para cada uma das comunidades abastecidas por carro pipa.

Em relação à expectativa de chuvas para o Rio Grande do Norte, Gilmar Bristot ressaltou que o comportamento dos oceanos tem se mostrado em melhor condição. “O Atlântico Norte está mais frio, o Atlântico Sul mais quente e o Pacífico numa situação de neutralidade. Essas condições indicam um comportamento de chuvas próximo à normalidade no Estado. Já observamos chuvas acontecendo no interior do Estado, no sul do Ceará e na Paraíba. No final de semana aqui no Rio Grande do Norte tivemos boas chuvas no Alto Oeste com acumulado entre 80mm a 90mm, o que já significa o início do período chuvoso para aquela região”, explica o meteorologista.

Questionado sobre a possibilidade de recuperação dos reservatórios do Estado, Gilmar Bristot se mostra otimista. “Tudo indica que podemos ter uma recuperação sim. Estamos esperando uma condição de normalidade, o que significa chuva de 700mm a 800mm em algumas regiões e, em outras, de 600mm a 700mm. Esses volumes já podem trazer uma recuperação mínima de 30% a 40% da situação de hoje”, conclui.


ALGUMAS AÇÕES

Em relação ao Seguro Garantia Safra, atualmente são 153 municípios atendidos e 55 mil agricultores beneficiados em todo o Estado com um investimento do Governo do Estado no valor de R$ 4,2 milhões. Em 2009, eram apenas 87 municípios e 25.298 agricultores beneficiados, além de uma dívida de R$ 910,7 mil quitada pela atual gestão estadual.

Por meio da Operação Carro Pipa estão sendo atendidos atualmente 139 municípios. Deste total, 26 são de responsabilidade da Defesa Civil Estadual com um investimento de mais de R$ 3,6 milhões (de 2012 até fevereiro de 2014) e 113 cidades pela operação realizada pelo Exército, que beneficia a mais de 260 mil pessoas.

Em 2013, foram distribuídas 466 toneladas de sementes de milho, feijão e sorgo para 42,3 mi agricultores em 146 municípios do Estado. Neste período foram investidos R$ 3,8 milhões do Tesouro Estadual. Para 2014 já estão aprovados R$ 2,9 milhões para a distribuição de 321 toneladas de sementes com atendimento a 36 mil agricultores em 1.150 bancos de sementes.

Já sobre as ações estruturantes, vários sistemas adutores estão em implantação no Estado. O sistema adutor do Seridó, com 28 km de adutora, foi concluído em julho de 2012 com R$ 10,8 milhões do Tesouro Estadual. O de Brejinho e a adutora de Barra da Espingarda (Caicó) também já foram concluídos.

O sistema adutor do Alto Oeste está 95% executado, restando apenas a ligação do sistema. São 320 km de adutora, beneficiando 26 municípios e 200 mil pessoas com recursos na ordem de R$ 35 milhoes do Tesouro Estadual, sendo R$ 8,8 milhões somente para o pagamento de débitos anteriores. A adutora Parelhas/Carnaúba dos Dantas também está 98% executado, faltando a ligação do sistema.

A ampliação do sistema adutor Monsenhor Expedito está em fase de teste e tem previsão para o próximo mês de março. Serão 22 milhões investidos e 290 mil pessoas atendidas em 30 municípios. Com recursos na ordem de R$ 301 milhões e contrapartida do Estado de R$ 19 milhões, a Barragem de Oiticica também está em execução e beneficiará 330 mil pessoas do Seridó e Vale do Açu. As obras da adutora de engate rápido de Pau dos Ferros também já foram iniciadas. Com extensão de 42 km, cerca de 26,6 mil habitantes receberão benefícios por meio do investimento de R$ 13,54 milhões.

Quanto aos poços artesianos, foram 339 poços perfurados, 118 poços instalados, 290 perfurados em convênio com as prefeituras, 149 recuperados, totalizando 1.206 poços. Em relação às cisternas, 3,1 mil já estão prontas e mais 7.740 estão programadas para este ano através de um investimento de R$ 33 milhões em convênio com o MDS.

*Assecom-RN


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior