terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Professores da rede estadual do RN ameaçam entrar em greve

As aulas do início do ano letivo de 2014 podem começar com atraso, caso os professores da rede estadual e municipal de ensino optem pela greve. A decisão será tomada em assembleia no próximo dia 22 de janeiro para a rede estadual e 4 de fevereiro para a municipal.

De acordo com a coordenadora geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN (Sinte), Fátima Cardoso, no caso do Governo do Estado os acordos feitos em fevereiro do ano passado e reafirmados em agosto e não foram cumpridos.

"O Governo rasgou o acordo que fizeram conosco e não cumpriram nenhum dos itens da greve do ano passado", comentou.

Na última semana, o Governo do Estado anunciou o adiamento do início das aulas para o dia 5 de fevereiro sob alegação de que o período de matrículas não foi suficiente. Para Fátima, o Governo quer adiar o início do ano letivo porque sabe que a categoria planeja uma greve. "Eles sabem disso e querem ganhar tempo", disse.

Mesmo com o adiamento, o Sinte manteve a assembleia e espera definir a greve ainda esta semana. "O Governo não cumpre o que promete, então dessa vez vamos querer os projetos encaminhados à Assembleia e a garantia no contracheque de que os professores terão as letras implantadas", detalhou.

Atualmente, a rede estadual de ensino conta com mais de 10 mil professores na ativa e caso a greve seja determinada, o Sinte acredita na adesão dos professores de todo o Estado.



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior