quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Polícia Federal deflagra "Operação Forró" que combate jogo do bicho e jogos eletrônicos no RN

A Polícia Federal deflagrou ontem a "Operação Forró", para combater a ilegalidade do jogo do bicho e jogos eletrônicos. Foram mobilizados aproximadamente 200 policiais para cumprir 51 mandados de busca e apreensão, 22 prisões temporárias e 15 mandados de condução coercitiva nos estados do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Rio de Janeiro. Os mandados judiciais cumpridos no Rio de Janeiro e em Pernambuco teriam como finalidade coletar documentos que comprovem a ilegalidade e a prática no RN. 
De acordo com a PF, a investigação, que vinha sendo feita há mais de um ano, identificou duas organizações criminosas voltadas para a prática de exploração do jogo do bicho e de jogos eletrônicos, comumente denominados caça-níqueis, cujos componentes são contrabandeados. Além da prática de contrabando e de integrar organização criminosa, pesam contra os investigados suspeitas de corrupção e lavagem de dinheiro.

O ESQUEMA
Para garantir a continuidade de suas ações, as organizações criminosas corrompiam policiais militares e civis, que inclusive prestavam serviço de segurança aos estabelecimentos de jogos ilícitos. Entre os mandados de prisão temporária expedidos figuram: um policial militar reformado, três PMs da ativa e um policial civil, além deoutros dois PMs que serão conduzidos coercitivamente. 
Durante a deflagração da "Operação Forró", a PF teve apoio de policiais do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e da Polícia Militar, do RN. O nome da operação refere-se à versão de que a origem da palavra forró viria do inglês "FOR ALL", expressão que, traduzida significa "Para Todos" e identifica uma das bancas do jogo do bicho sob suspeita.

*Informações do jornal O Mossoroense


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior