quinta-feira, 18 de julho de 2013

Professores estaduais se reúnem e decidem encaminhar greve para assembleia estadual

Os professores estaduais se reuniram ontem em assembleia para discutirem a campanha salarial 2013 da categoria. Os docentes deliberaram, por unanimidade, encaminhar a greve a partir do segundo semestre para a assembleia estadual, que será realizada no dia 29 de julho, na Escola Estadual Winston Churchill, em Natal, às 14h.

Segundo o coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (Sinte/RN), Rômulo Arnaud, os professores ainda deliberaram sobre outros assuntos.

"A principal deliberação foi encaminhar a paralisação por tempo indeterminado para a assembleia estadual que será realizada no dia 29 deste mês e irá votar indicativo de greve. Também ficou decidido que será aumentado o diálogo com a sociedade através das redes sociais para explicar os motivos da greve. Outra deliberação foi discutir, com pais e alunos, a situação da educação no Estado", explica o coordenador-geral do Sinte/RN.

Os professores e funcionários da educação reivindicam: pagamento das progressões, revisão do Plano de Carreira dos professores, atualização da Lei de Gestão Democrática, pagamento do terço da hora-atividade conforme decisão judicial, pagamento do Plano de Carreira dos funcionários, reforma das escolas, Plano Estadual da Educação, agilização de aposentadorias e convocação dos concursados.

Segundo Rômulo Arnaud, as negociações não têm avançado com o Governo do Estado. "Todas essas reivindicações são antigas e promessas da administração estadual. No entanto, nem mesmo decisões judiciais, como o pagamento do terço da hora-atividade, vêm sendo cumpridas. A categoria está disposta para a greve. A prova disso foi a aprovação, por unanimidade, de encaminhar a greve para a assembleia estadual", avalia o docente.

*O Mossoroense


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior