sexta-feira, 5 de julho de 2013

Paulo Henrique Amorim é condenado à prisão por ter ofendido jornalista da Globo

Paulo Henrique Amorim, 71, foi condenado à prisão por ter ofendido e chamado o colega de profissão, Heraldo Pereira, 51, da Globo, de "negro de alma branca".

De acordo com o jornal "Folha de São Paulo", a pena foi por crime de "injúria preconceituosa", fixada em um ano e oito meses de reclusão e substituída por pena restritiva de direito à ser definida.

O episódio aconteceu em 2009, quando Paulo publicou um texto em seu blog, no qual criticava Heraldo. Nele, disse que o jornalista era "negro de alma branca", que "não conseguiu revelar nenhum atributo para fazer tanto sucesso, além de ser negro e de origem humilde".

Como o apresentador da Record completou 71 anos em fevereiro, os desembargadores diminuíram a pena em três meses, "diante da atenuante de senilidade", prevista em lei.

Na sentença, a desembargadora Nilsoni de Freitas Custódio considerou que as declarações dadas "foram desrespeitosas e acintosas à vítima" e que "foi nítida a intenção de ofender a honra" de Pereira.

A advogada de defesa, Maria Elizabeth Queijo, disse que irá recorrer. "O Paulo exerceu o direito de crítica. Ele tem esse estilo muito contundente, irônico, cortante. Mas a história toda da vida dele é de defesa dos negros, das cotas, de políticas afirmativas. Soa estranho ser acusado dessas práticas."

Paulo Henrique Amorim, que apresenta o "Domingo Espetacular", se retratou publicamente em anúncios de jornais em 2012, por causa das declarações sobre Heraldo Pereira.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior