quarta-feira, 24 de julho de 2013

Justiça cancela multa de R$ 3,5 milhões que Boris Casoy e Band pagariam aos garis

Mais um desdobramento da batalha judicial entre Band, Boris Casoy, 72, e os garis aconteceu. Na última sexta-feira (19), o TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo) revogou uma decisão que condenava a emissora e o jornalista a pagarem juntos uma multa de R$ 3,5 milhões por danos morais coletivos aos garis.

De acordo com o portal "UOL", além da multa milionária, eles ainda haviam sido condenados a pagarem indenização de R$ 21 mil para cada um dos dois garis que apareceram em uma vinheta do "Jornal da Band", em 2009.  

Após a veiculação, Boris comentou: "Que 'm.': dois lixeiros desejando felicidades do alto das suas vassouras. O mais baixo da escala do trabalho".

Por engano, o áudio acabou sendo transmitido ao vivo durante o jornalístico, o que gerou grande repercussão no país. No dia seguinte, o profissional afirmou que fez uma "frase infeliz" e se desculpou. "Peço profundas desculpas aos garis e a todos os telespectadores".

Apesar disso, esse caso não parou por aí e foi para a Justiça, o que rendeu diversas condenações ao âncora e a Band.

A decisão da última semana cancela apenas a multa de R$ 3,5 milhões, mas a indenização que deve ser paga para cada gari, está mantida. A explicação da corte paulista é que as palavras de Boris Casoy ofenderam apenas os garis que apareceram na vinheta, e não toda a categoria.

O "Uol" procurou a assessoria de imprensa de Boris Casoy e da Band, mas eles ainda não se pronunciaram. No processo, o jornalista afirmou que jamais teve o intuito de criticar o gari pela profissão exercida.
Boris Casoy apresenta, de segunda a sexta-feira, o "Jornal da Noite", que vai ao ar pela Band, à partir da 1h.

*Yahoo


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior