quarta-feira, 20 de março de 2013

Morre o cantor Emílio Santiago aos 66 anos no Rio de Janeiro

O cantor Emílio Santiago morreu hoje (20), aos 66 anos. Ele estava internado na UTI do Hospital Samaritano, na zona Sul do Rio de Janeiro, desde o dia 7 deste mês, quando sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC). A assessoria do cantor confirmou a morte do cantor. "A morte do cantor foi confirmada, mas ainda não temos detalhes sobre a causa e o horário".

O cantor nasceu no dia 6 de dezembro de 1946, no Rio de Janeiro. Emílio Santiago era formado em Direito, mas o gosto por Nelson Gonçalves, Cauby Peixoto e João Gilberto em casa, além do incentivo de amigos, o levou a participar de festivais e concursos musicais, chegando a se apresentar no programa "A Grande Chance", de Flávio Cavalcanti.

Com seu primeiro LP lançado em 1975 com seu nome, Santiago interpretou canções de Ivan Lins, João Donato e Nelson Cavaquinho. O sucesso do cantor ocorreu definitivamente em 1988, quando lançou o disco "Aquarela Brasileira", primeira parte de um projeto de sete volumes, dedicado à música brasileira. As gravações ganharam uma versão ao vivo, "O Melhor das Aquarelas Ao Vivo", em 2005.

O último disco dele, "Só Danço Samba (Ao Vivo)", foi lançado no ano passado, junto com um DVD. Emílio Santiago estava com quatro apresentações marcadas para este mês, quando se internou. No dia 13 o cantor se apresentaria em Campinas, interior de São Paulo, dia 16 na quadra da Portela, no Rio, e em São Paulo nos dias 22 e 23.

A última aparição de Emílio Santiago ao vivo foi no programa "Encontro com Fátima Bernardes", no dia 4 deste mês, cantando um de seus maiores sucessos, a música "Saigon".


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior