quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Comissão de Saúde da OAB do RN não acredita em intervenção federal

Rosalba afirmou que intervenção federal no RN é
desnecessária (Foto: Ricardo Araújo/G1)
A denúncia que será apresentada pelo Conselho Federal de Medicina e pela Federação Nacional dos Médicos contra o Governo do Estado à Corte Interamericana de Direitos Humanos será a primeira na história do Rio Grande do Norte. Entretanto, para a vice-presidente Nacional da Comissão de Saúde da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a intervenção federal, como parte das medidas que serão solicitadas pelos órgãos de fiscalização da Saúde, poderá não ocorrer.

"Eu não acredito em intervenção federal. Há uma série de fatores que precisam ser analisados e a questão da Saúde Municipal nas cidades do interior e em Natal é uma delas. Natal, por exemplo, está falida e todo o atendimento está parando. Além disso, o Ministério da Saúde é conivente com a situação da Saúde no Rio Grande do Norte", afirmou Elke Cunha. Ela ressaltou, porém, que a denúncia deve, sim, ser protocolada nos órgãos nacionais e internacionais de proteção e fiscalização à Saúde para que todos tenham conhecimento das dificuldades enfrentadas pelo povo potiguar.

*G1/RN


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior