terça-feira, 18 de setembro de 2012

Brasil exige de Neymar quase três vezes mais que a Argentina de Messi

O desgaste físico do principal jogador do futebol brasileiro, Neymar, tem virado tema de discussão dos especialistas e dos amantes do esporte. E com motivo. Segundo levantamento do UOL Esporte, o camisa 11 da seleção foi exigido quase três vezes mais do que a arquirrival Argentina requer de Lionel Messi, melhor atleta do mundo em atividade.

Se forem levados em consideração os jogos realizados até antes deste Superclássico das Américas, Neymar ficou 63 dias com a seleção brasileira em 2012, 2,4 vezes mais do que Messi permaneceu servindo ao selecionado argentino.

E nenhum desses 26 dias em que ficou com a Argentina nesta temporada Messi desfalcou o Barcelona, que não entrou em campo nas datas em que o camisa 10 estava fora. Os argentinos  intercalaram amistosos com jogos pelas eliminatórias durante o período.

A situação de Neymar é completamente oposta. O atacante tem sido vítima do calendário apertado estipulado pela CBF. O santista conseguiu disputar apenas nove das 25 partidas do Santos pelo Brasileirão, pois o campeonato não parou no período das Olimpíadas e durante alguns dos amistosos do time do técnico Mano Menezes.

A sequência de jogos que Neymar fez recentemente foi mais que intensa. Nos dez últimos dias, ele entrou quatro vezes em campo (entre seleção brasileira e Santos), o que dá uma média de apenas 2,5 dias de descanso entre cada partida.

Os técnicos Muricy Ramalho e Mano Menezes se cansam de responder sobre o desgaste de Neymar e seguem a mesma linha de raciocínio: preocupação com o fato e a certeza de que ele precisa ser poupado. Mas ninguém dá o primeiro passo nesse sentido, já que o camisa 11 tem jogado em quase todo o tempo das partidas em que é escalado.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior