quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Bancários encerram paralisação após nove dias


Os bancários de Mossoró decidiram terminar a greve que já durava nove dias depois de aceitar a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). A decisão foi tomada em assembleia geral da categoria, realizada na noite de ontem, tendo por base a proposta que foi apresentada em uma reunião com o Comando de Greve Nacional na última terça-feira, 25. No mesmo dia, o grupo decidiu orientar os sindicatos da categoria a aceitarem a nova proposta de reajuste apresentada pelos bancos.

"A proposta não era a ideal, poderia ser melhor, mas pelo menos houve avanços com relação aos pontos reivindicados. Com certeza nossa paralisação surtiu efeito e motivou a apresentação da proposta por parte da Fenaban", avalia o presidente do Sindicato dos Bancários de Mossoró e Região, Anchieta Medeiros.

A proposta da Fenaban inclui reajuste de 7,5% dos salários dos trabalhadores, o que significa um aumento real de 2%. Além disso, prevê aumento de 8,5% no piso salarial e no valor dos vales alimentação e refeição, que constitui um aumento real de 2,95%. Além dos salários, a proposta contempla uma alta de 10% na parcela fixa da Participação nos Lucros e Resultados (PLR), que atualmente é R$ 1,4 mil e do teto do adicional que hoje é R$ 2,8 mil. A proposta inicial da Fenaban previa reajuste de 6% nos salários.

A reivindicação inicial dos bancários era de reajuste de 10,25% nos salários (aumento real de 5%), melhor distribuição da PLR, fim da rotatividade e das metas abusivas, melhores condições de saúde e trabalho e mais segurança nas agências.

Em Mossoró, aderiram à greve cerca de 80% dos 350 bancários que trabalham na cidade, obrigando o consumidor a procurar alternativas para o pagamento de contas e serviços bancários.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior