quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Aumento no preço do gás de cozinha será discutido na CMM

Na próxima segunda feira, os revendedores de gás de cozinha de Mossoró repassaram para o consumidor o aumento de 50% sobre o produto, gerando insatisfação da população, uma vez que a medida afeta diretamente a economia domiciliar. O botijão de 13kg, que custava R$ 35, passou para R$ 45. Com o objetivo de buscar novas alternativas para minimizar os efeitos gerados pela cobrança abusiva de preço os vereadores locais irão realizar na terça-feira (25), às 9h, uma audiência pública.

Os vereadores relembram que em 2010 aconteceu a mesma situação e através de audiências com o Ministério Público (MP) fornecedores, comerciantes e a população puderam reduzir significativamente o valor do produto.

"Em 2010, reunimos todos os segmentos relacionados, isto é, o MP, fornecedores e revendedores, desta forma, conseguimos baixar o preço do gás de cozinha. Se o problema voltou a acontecer devemos realizar outra audiência pública, reunindo desta vez a associação e empresários de fora da cidade. A medida tem como objetivo beneficiar principalmente as famílias humildes, nas quais a retirada de R$ 10 da verba familiar faz muita diferença", explicou o vereador Francisco José Júnior.

A vendedora autônoma Maria das Graças contou que acha importante que o aumento seja discutido entre as autoridades competentes e alguma coisa seja feita para mudar a situação.

"Ninguém foi informado sobre o acréscimo no valor do gás, ele simplesmente foi imposto à população, que por precisar do produto, mesmo não aceitando a medida acaba cedendo. O gás é apenas mais um dos aumentos registrados, houve também acréscimo na cesta básica, na gasolina, nos cereais, mais um só tende a agravar a situação da parcela mais pobre".


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior