quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Detentos escapam de presídio e são suspeitos de assaltarem sobrinho da governadora

Três detentos que escaparam do regime semiaberto, do Complexo Penitenciário Estadual Agrícola Mário Negócio (CPEAMN) de Mossoró, são suspeitos de um assalto com refém, contra o empresário Carlos Alberto Rosado Segundo, filho do deputado federal Betinho Rosado e sobrinho da governadora Rosalba Ciarlini. Os presidiários Francisco Eilson Matoso, 23, Rafael Julião Nascimento, 21, e André Pereira de Araújo são considerados de alta periculosidade e escaparam da unidade prisional na segunda-feira (20) à noite.

Segundo informações do vice-diretor do CPEAMN, José Wilson, os detentos escaparam do regime semiaberto, por volta das 19h30, depois que quebraram o combogó do Pavilhão I, e fugiram sem serem notados pela vigilância. "Por volta das 23h fomos fazer uma chamada dos detentos e eles três estavam faltando e pouco tempo depois aconteceu o assalto. Não posso afirmar que foram eles, porém as características descritas pela vítima vão de encontro com a dos fugitivos", explicou José Wilson. 

O assalto
Por volta das 21h40, o empresário Betinho Segundo saía de uma chácara no bairro Quixabeirinha quando foi abordado por três elementos a pé, armados de revólver, que anunciaram o assalto, dizendo que queriam o seu veículo, uma caminhonete S-10 de cor cinza.

Na ocasião, os criminosos obrigaram o empresário a passar para o banco traseiro, onde permaneceu sob a mira de uma arma. "Dois dos bandidos sentaram na bancada da frente e eu fiquei no outro banco, acompanhado do terceiro bandido, que constantemente me ameaçava de morte. Eu disse que podia levar tudo que quisesse, só não me matasse", disse Betinho Segundo.

Ainda segundo a vítima, depois que entraram no carro os criminosos saíram com destino ao Alto de São Manoel, onde o libertaram próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e fugiram no carro.

O tenente-coronel Francisco Alvibá, comandante do 2º BPM, disse que a polícia foi acionada pelos amigos do empresário, depois que a namorada da vítima presenciou o assalto e pediu socorro. "Passamos a perseguir os criminosos e já na entrada da RN-015 nos deparamos com a caminhoneta, momento em que o trio abriu fogo contra as viaturas. No momento não houve revide, devido os policiais pensarem que o trio ainda estava com o refém", destacou Alvibá.

A perseguição teve continuidade e já próximo ao CPEAMN ocorreu outro tiroteio e os bandidos abandonaram o carro e entraram no mato, conseguindo escapar do cerco policial, que durante toda a noite vasculhou a localidade e não encontrou ninguém.

Ainda de acordo com o comandante Alvibá, os assaltantes não tinham conhecimento sobre quem era a pessoa que eles estavam assaltando. "Em momento nenhum os criminosos sabiam que se tratava do sobrinho da governadora. Eles queriam tomar a caminhoneta e não escolheram a vítima. Graças a Deus tudo terminou bem, só resta agora capturar os acusados e identificá-los oficialmente, pois o que temos de concreto é uma fuga na penitenciária e um assalto a um empresário. Se os elementos são os mesmos só teremos a certeza quando eles forem presos", concluiu.

O assalto está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur) e pela Divisão de Polícia do Oeste (Divipoe).


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Criado por: Petrus Estúdio - Projetado por: Pedro Júnior